Páginas

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

POR QUE AS MULHERES TRAEM?



A questão levantada é bem discutida em mesas de bar e salão de belezas, tal como em algumas rodas de discussões psicológicas. Afinal: por que as mulheres traem?
Acredito que a pergunta correta é esta:  por que as mulheres estão traindo? Antes de tudo é preciso fazer uma análise história da situação. Mulheres sempre traíram independentemente de sua posição social. A diferença é que durante muitos anos seu posicionamento quanto a isso a colocavam em risco.
Sempre houve um cuidado maior com as jovens por causa de sua virgindade e estas eram instruídas a consumir o casamento apenas para gerar herdeiros. Depois de consumado é que se descobria se a coisa era boa ou não. O problema é quando percebiam a movimentação poderia dar muito prazer. 


Contudo, a traição por parte da mulher era considerada um crime para pena de morte: apedrejamento, forca, decapitação, tiro. Atualmente, alguns países ainda possuem pena de morte por apedrejamento para mulheres que traem seus maridos. O medo, os ensinamentos religiosos e as tradições sociais poderiam impedi-las de chegar a esse ponto. O dever da mulher era cuidar da casa, do marido e dos filhos e praticamente não saiam de casa. Como seria possível conhecer outros homens ou ter uma liberdade sexual se mal tinham liberdade de pensar. Quando isso acontecia, era com homens que frequentavam frequentemente suas casas.
O “problema” surge no início do século XX, quando as mulheres passam a lutar por seus direitos. Nos anos 70 veio a ideia da liberdade sexual. A partir de então, a mulherada passou a encarar o sexo não mais como algo familiar, mas também além do prazer conjugal.
Hoje as mulheres andam pelo mundo livremente para seus trabalhos e isso as possibilita de conhecer novos rostos e corpos. Mas de nada adianta conhecer se não houver um motivo e todas as mulheres que traem têm motivos para isso.
A falta de afeto, atenção e compreensão por parte do parceiro é o principal motivo certamente. Mas não colocarei a culpa apenas nos homens. As mulheres também aprontam sem dor nem piedade. É claro que elas sempre justificarão seus atos, como escape de uma vida monótona, sonho de ascensão social, inveja, vingança, melhor sexo.
fonte: site da revista ISTOÉ

Houve uma vez que ouvi de uma senhora:
“Tem três homens: meu marido para manter as aparências, o fulano que me dá o que eu pedir e o siclano para fazer gostoso”. 

Outra disse:
“Voltei ao meu antigo amor, quando meu marido preferiu dormir com a mãe dele na sala do que comigo no quarto”.

Não importa de quem é a culpa, sempre haverá um motivo. A crise central é que a sociedade precisa sempre saber o motivo em preto e branco e esse motivo pode ser vermelho, amarelo, rosa. Sei lá! O mais importante é não tentar entender muito a cabeça feminina. Quem trai sabe o motivo e nem sempre deseja revelar. Simples assim!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...